quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Farfalla

borboletas escapam de um tempo mítico
místicas borboletas na crista da onda violeta

crisálida cristal: gestação aparente
de um tão-possível espalhador de sementes

na órbita da rosa, cálculo exato do amor,
um frenético extasiado beija-flor

(nov.2008)

6 comentários:

CostadeSSouza disse...

Belíssima sonoridade!

Viegas Fernandes da Costa disse...

Conciso, denso e completo.
Tão poucas palavras, Clara, e tantas possibilidades. Gostei bastante, mesmo! Tens mais?
Abraço,
Viegas

Taninha disse...

Lindo, belo, profundo. Parabéns, menina Clara!!!

Ali Assumpção - Liquidificador disse...

bem clara, clarividente, clarabóia para um espaço só teu, como sempre!!

Clara Mendes disse...

oi pessoal,
obrigada, que bom que gostaram.
viegas, publico o próximo quando criar coragem :)

abraços!

charles disse...

solta mais claritcha...