terça-feira, 7 de abril de 2009

Entrevista com Noemi Kellermann

Sarau Eletrônico publica entrevista com Noemi Kellermann

O site de literatura da Biblioteca Universitária da FURB Sarau Eletrônico publica entrevista concedida pela professora de Música e Presidente do Conselho Municipal de Cultura de Blumenau, Noemi Kellermann.
Noemi da Silva Kellermann nasceu na cidade de General Câmara, região Metropolitana de Porto Alegre, em 1939. Em 1971, integrando a equipe do maestro Oscar Zander, mudou-se para Blumenau a fim de lecionar na recém criada Escola Superior de Música do Teatro Carlos Gomes. Em 1974 foi a Áustria estudar a Pedagogia de Carl Orff no Orff Institut da Hochschule für Musik und Darstellung Mozarteum de Salzburg. Lecionou no curso superior de Artes da Universidade Regional de Blumenau desde a sua fundação, em 1973. Durante muitos anos chefiou a Divisão de Promoções Culturais desta mesma Universidade. Atualmente preside o Conselho Municipal de Cultura de Blumenau e é Diretora Pedagógica da Escola de Música do Teatro Carlos Gomes.Nesta entrevista concedida em Fevereiro de 2009 ao Sarau Eletrônico, Noemi Kellermann aborda aspectos da sua história pessoal e profissional, da história musical e cultural de Blumenau e da trajetória do ensino superior de Artes no Vale do Itajaí.
O endereço do site é www.bc.furb.br/saraueletronico

8 comentários:

Clara Mendes disse...

Oi Viegas.
Que maravilha a entrevista com a Noemi, pessoa admirável, culta, gentil e acessível. Com certeza sempre presente, direta ou indiretamente, nos eventos culturais da cidade.

Quando eu entrei na graduação (de Música), a Noemi já não fazia mais parte do corpo docente, mas pra mim ela é uma grande professora, pela inteligência, simpatia e postura profissional.

Abraços!

Viegas Fernandes da Costa disse...

Legal este teu depoimento, Clara! Particularmente gostei muito de ter trabalhado nesta entrevista. Conheci uma Noemi que sequer imaginava existir. De entrevista em entrevista vamos compondo um pouco da história cultural da região.
Abraço,
Viegas

Charles S. disse...

Bacana... inclusive de se saber que já aconteciam "escambais", nos tempos do Movimento Barriga Verde...

Viegas Fernandes da Costa disse...

Pois então Charles, cada geração constrói a sua história. Na realidade, muitos foram os movimentos que, de certa forma, e guardadas as suas particularidades, reuniram a classe artística da região. (Movimento Barriga Verde, Associação dos Poetas Independentes, MPBlu, o Salão Aberto, as Tardes Bêbadas etc etc etc). Importante é sempre manter esta chama acesa, e o Escambau contribui para isso. Cada movimento com sua história, com suas particularidades, com seus agentes - alguns que perpassam muitos destes eventos. Ainda mais importante podermos refletir sobre estes momentos e caminharmos. Ousar implica em conhecermos o já ousado, para que possamos ousar mais, ousar diferente, ousar novo.
Abraço forte e fraterno,
Viegas.

Ali Assumpção - Liquidificador disse...

bela entrevista, bela entrevistada! muito bom saber dos caminhos q a trouxeram até aqui...

Giu disse...

A Noemi é do k7!

Taninha Rodrigues disse...

Muito boa a entrevista com a Noemi, querido Viegas. Um belo retrato da Blumenau de ontem e hoje e que demonstra os vários momentos "escambais" (por assim dizer) que aqui já foram cultivados.
Interessante a história da formação dela, da infância, a escola de música do TCG. Só discordo uma coisa: o fundo de apoio cultural tem, sim senhor, que aumentar a verba de distribuição. Não podemos nos conformar em tê-lo conquistado e dizer simplesmente que bom que o temos, mas manter a luta pra melhorar cada vez mais. É isso, abraços escambeiros a todos.

Fátima Venutti disse...

Li a entrevista com a Profª Noemi e posso dizer que fiz uma viagem à várias "Blumenaus" (60,70,80 e hoje). Mais do que o conhecimento cultural, Noemi nos trouxe pelas mãos em suas lembranças peroladas: a infãncia, a família, a adolescência, os desafios e tudo o mais que permeou sua vivência cultural. Uma grandiosa entrevista de qualidade e aspectos relevantes para os que respiram a arte nessa cidade.
Parabéns Viegas. Obrigada Profª por essa aula.