quarta-feira, 9 de dezembro de 2009

MANIFESTO DE REPÚDIO AO SESC/BLUMENAU

Amigos "escambeiros", recebi o manifesto que segue por e-mail, e penso que merece ser divulgado, principalmente considerando as características e debates que norteiam este blog. O manifesto apresenta a versão dos professores, artistas e alunos do curso de Artes da FURB. Seria interessante (e fundamental) que o SESC também se pronunciasse a respeito. A denúncia apresentada no manifesto é grave e o fato profundamente lamentável. Não bastasse a Fundação, agora o SESC prefere o Papai Noel ao teatro? Espero que tudo não tenha passado de um equívoco, e que o Sesc possa encontrar bom termo para o espetáculo em questão.
MANIFESTO DE REPÚDIO AO SESC/BLUMENAU


Nós, professores e estudantes do Curso Artes – Bacharelado em Teatro, nos manifestamos e compartilhamos com todos vocês os fatos ocorridos nos últimos dias que culminaram na transferência do local de apresentação do espetáculo teatral PARAdor DOS MENDES da Casa SESC para o Campus I da FURB (Sala S113).

No início do atual semestre o SESC de Blumenau, intermediado pelo funcionário Jamil Dias, acertou a criação e as apresentações do espetáculo PARAdor DOS MENDES (ou A PENÃO) na Casa SESC, pois a Casa, além de contar com uma modesta biblioteca, raramente abriga eventos artísticos e não possui circulação de pessoas significativa. Desse modo, entendemos que estaríamos desenvolvendo um trabalho diferenciado em um espaço não convencional e o SESC/Blumenau estaria movimentando uma Casa ociosa com atividades culturais.

Há cerca de duas semanas atrás Jamil Dias nos informou que o SESC/Blumenau transformaria a Casa na “Casa do Papai Noel”, mas garantiu que a visitação da mesma seria durante o dia e não haveria nenhum impedimento para as apresentações já agendadas de PARAdor DOS MENDES. Porém, ontem (02/12/2009), no meio do ensaio geral, três dias antes do início da temporada, meia hora antes da chegada da FURB TV para realização da reportagem sobre a peça e um dia após a divulgação do espetáculo na coluna de Cristiano Santos (Jornal de Santa Catarina), Jamil Dias - acompanhado de uma equipe de decoradores natalinos, cancelou nossas apresentações na Casa SESC.

Jamil Dias simplesmente veio até nós e informou que não poderíamos nos apresentar na Casa SESC nos dias 6, 11, 12 e 13 de dezembro, pois atrapalharíamos a programação da “Casa do Papai Noel” e que não poderíamos estar ali nem um dia a mais além da estréia (dia 05 de dezembro). Um absurdo! Uma falta de respeito, compromisso e hombridade!

Consideramos que fomos extremamente lesados e maltratados. Pois, independente das razões que motivaram o SESC a ocupar a Casa com outro evento, no mínimo, deveria ter nos comunicado com maior antecedência (via telefone, via e-mail e/ou ofício) para que pudéssemos levar o espetáculo adequadamente para outro espaço.

Além da perda financeira (material gráfico de divulgação, transporte de cenário, entre outros), do prejuízo de criar o espetáculo para um espaço específico no qual não poderemos mais nos apresentar, do dano de contarmos com pouquíssimo tempo para adaptar a peça para outro local, estamos passando o constrangimento de avisar nosso público sobre a alteração do espaço “em cima da hora”.

É muito triste saber que o SESC/Blumenau não tem o menor respeito com os compromissos assumidos com os artistas da cidade. Hoje, os estudantes e professores do Curso de Artes sofreram com tamanho descaso, mas não há garantia de que amanhã outros artistas blumenauenses não sejam igualmente maltratados. Precisamos mudar isso!

Diante dos fatos lamentáveis relatados acima, faremos nossa temporada no Bloco S - Sala 113 - do Campus I da FURB nos dias 05 e 06 de dezembro (sábado e domingo) e 11, 12 e 13 de dezembro (sexta-feira, sábado e domingo), 20h.

Esperamos vocês!

Ass.: Integrantes do espetáculo PARAdor DOS MENDES

5 comentários:

fabioricardo disse...

É uma situação bem complicada, realmente. Não tenho nada contra a Casa do Papai Noel e sempre confiei no trabalho do Sesc. Mas esse tipo de coisa não pode ser feita dessa forma.

Márcio disse...

sugiro que todos os espaços, públicos e privados de blumenau e região sejam transformados em Casa do Papai Noel.

Márcio Cubiak

Labes disse...

concordo com o márcio: devemos abrir todas - eu digo TODAS - as portas ao bom velhinho. arte, afinal, não agrega valor a nenhuma marca, né não? lamentável.

Ana disse...

Cada vez que se anuncia a temporada de natal (a cada ano mais cedo), precipita-se em mim uma tristeza, não sei bem o ao certo o que é.
Mas este, com certeza será um natal inesquecível...

Viegas Fernandes da Costa disse...

Continuo no aguardo de uma explicação do SESC. Quem sabe, uma retratação?